Mulheres Positivas: Célia Parnes | Estadão

Estadão | Mulheres Positivas

Nossa Mulher Positiva é Célia Parnes; Secretária de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo. Formada em Administração de empresas pela USP, começou sua carreira na Assistência Social como voluntária da Unibes (União Brasileira-Israelita do Bem Estar Social) aos 14 anos.

Como começou a sua carreira?

 Antes de me formar em Administração de empresas pela FEA-USP  e fazer diversos cursos de especialização no exterior em Gestão, Governança e Inovação, comecei como voluntária  da Unibes (União Brasileira-Israelita do Bem Estar Social) aos 14 anos. Integrava um grupo de jovens que acompanhavam crianças da instituição em excursões e passeios. Depois, passei a participar de outros projetos da Unibes de arrecadação de alimentos, livros e medicamentos. A partir daí percebi que poderia contribuir mais. Decidi, então, parar de fazer apenas trabalhos esporádicos e entrei para o time fixo da entidade, onde permaneci por mais de 30 anos. Ao longo deste período, ocupei os cargos de diretora de sustentabilidade, vice-presidente, presidente e presidente do Conselho.

Como é ser Secretária de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo?

É uma missão de grande responsabilidade, mas também uma oportunidade de unir a experiência  acumulada ao longo destes anos na assistência social da Unibes à gestão e governança pública . O comprometimento do Governador, vice governador e secretários é animador e motivante.

Qual foi o momento mais difícil da sua carreira?

 Adoro desafios. Não lembro de momentos difíceis quando a causa é tão nobre quanto a social.

 (Achei difícil ficar sem trabalhar, quando os filhos eram pequenos… Isso sim, era dificil!

Como você consegue equilibrar sua vida pessoal x vida corporativa/empreendedora.

Isso é um segredinho próprio das mulheres, que têm esse olhar de 360 graus. Não se descuida dos filhos, nem da aparência, nem do intelecto, nem do social, cultiva a família, mantém a espiritualidade no lar, e ainda trabalha fora. Nós temos muitas missões e não nos damos o direito de abrir mão de nenhuma delas.

Qual o seu maior sonho?

Reconheço meu sonho em cada momento que estou vivendo, sempre. Meu sonho é um presente bem vivido, pleno.

Qual a sua maior conquista?

 Particularmente, a família! Os amigos verdadeiros. E as pessoas boas que me cercam.

Profissionalmente, o impacto das boas ações de cada uma das obras e programas sociais que implantei ao longo dos anos.

Livro, filme e mulher que admira

Livro: Os vários livros de Yuval Noah Harari

Filme: Uma comédia francesa muito engraçada, que me vem à mente agora, de estalo: Que mal eu fiz a Deus?

Mulher que admira: São várias… Angela Merkel, minha mãe, e outras mulheres fortes e corajosas…

Link da matéria: https://emais.estadao.com.br/blogs/mulheres-positivas/mulheres-positivas-celia-parnes/

Voltar para o topo