# Balanço Trimestral: Confira as principais ações do Governo de SP no Desenvolvimento Social

Célia Parnes também assinou repasse anual de R$ 197,2 milhões para a rede proteção social dos 645 municípios do Estado

A  secretaria estadual de Desenvolvimento Social já realizou uma série de ações nestes três meses iniciais da gestão João Doria no âmbito da segurança alimentar, prevenção e combate à dependência química e fortalecimento da rede de proteção social, que são os pilares de atuação da pasta. De acordo com a secretária Célia Parnes, “estamos seguindo as orientações do governador que nos demandou muita velocidade, inovação e eficiência na aplicação dos recursos públicos para atender com melhor qualidade os mais vulneráveis. E é justamente isso que estamos fazendo desde o dia primeiro de janeiro”, afirmou.
Já no dia 15 de janeiro, a secretária entregou a unidade do Bom Prato Dia e Noite de São Bernardo do Campo, com uma inovação: o restaurante também serve jantar para seus usuários. Esta foi a 57ª unidade aberta no Estado de São Paulo, que juntas servem diariamente cerca 93 mil refeições.
Neste período de três meses, foram inaugurados nove Centros de Convivência do Idosos (CCIs) nas cidades de Pardinho, Angatuba, Votuporanga, Magda,Vitória Brasil, Três Fronteiras, Meridiano, Sud Menucci e Mirandópolis. Com estas inaugurações, o estado passa a contar com 71 CCis, que são equipamentos destinados a idosos independentes com 60 anos ou mais. Nestes espaços de convivência, socialização e lazer, são realizadas diversas atividades socioculturais para promover o envelhecimento ativo, saudável e autônomo desse público, evitando seu isolamento e estimulando sua inclusão na sociedade.
No âmbito das políticas públicas para a Terceira Idade, foram entregues selos do Programa SP Amigo do Idoso para 46 cidades. Essa premiação foi criada para estimular e certificar os municípios e organizações da sociedade civil que desenvolvem ações de proteção e inclusão do idoso.
REPASSE DE RECURSOS

Na área de assistência social, a secretária Célia Parnes assinou o repasse anual de R$ 197,2 milhões do Fundo Estadual de Assistência Social para os 645 municípios do Estado aplicarem mensalmente na rede municipal de proteção social voltada a indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade.
Ainda neste eixo de proteção social, a secretaria inaugurou em Cotia, na Grande São Paulo, a Residência Inclusiva Pequeno Cotolengo destinada a pessoas com deficiência física e intelectual que foram abandonadas por suas famílias ou mantém vínculos fragilizados com seus parentes. A Residência Inclusiva é um serviço de alta complexidade voltando para o público acima de 18 anos com deficiência leves ou moderadas. Ali em Cotia residem 10 pessoas do sexo masculino, que contam com a assistência de uma equipe multidisciplinar.
Na questão da prevenção e combate à dependência química, outra iniciativa da secretaria foi a criação do Selo Parceiro do Recomeço – o programa estadual de prevenção, tratamento e reinserção social dos usuários de drogas. O selo foi criado com o objetivo de estimular instituições públicas, privadas e do terceiro setor a desenvolver projetos e ações voltados ao enfrentamento da dependência química no Estado de São Paulo. Para obter o selo é preciso que as instituições interessadas desenvolvam algum programa, projeto ou ação voltados à política de álcool e outras drogas. Com isso, o Governo do Estado de São Paulo quer reconhecer e valorizar as instituições que desenvolvam ações exitosas nesta área para serem replicadas.
CONDECA

E nesta terça-feira, 09/04, a secretária Célia Parnes assinou parcerias e convênios com 43 organizações da sociedade civil e 10 prefeituras para a liberação de R$ 13.303.737,73 em recursos oriundos do Condeca (Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente).
Ao todo, serão desenvolvidos 53 projetos sociais focados em atividades culturais, educacionais, de informática, para pessoas com mobilidade reduzida e com deficiência intelectual, preparação para o mundo do trabalho a adolescentes em medidas socioeducativas, empreendedorismo e geração de renda, primeira infância, prevenção às drogas, educação ambiental, esporte e saúde.
O investimento trará benefícios diretos para 12.385 crianças e adolescentes da Grande São Paulo e das regiões administrativas de Bauru, Campinas, Franca, Marília, Ribeirão Preto, São José dos Campos, São José do Rio Preto e Sorocaba.
Outra medida foi a implantação do Conselho Superior de Gestão da secretaria. Composto por 10 integrantes voluntários, sem salário, o órgão informal mantém reuniões mensais para propor soluções e discutir as políticas sociais do setor. “Por determinação do governador João Dória, instalamos nosso conselho de gestão, que é um espaço aberto para a sociedade civil colaborar e forma voluntária com novos ideias e melhorias para a área da assistência social no Estado”, afirmou Célia Parnes.
Clique no link abaixo para ver o vídeo sobre o balanço de três meses de gestão:
https://vimeo.com/governosp

Assessoria de Imprensa Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de São Paulo Fone: (11) 2763-8323 / (11) 2763-8131 socialsaopaulo@gmail.com

Voltar para o topo